Teatro Experimental

NOTÍCIAS

Rede Brasileira de Festivais de Teatro - Defende a Permanência do Ministério da Cultura

12/03/2019 - 15:14 - Fonte:

Rede Brasileira de Festivais de Teatro - Defende a Permanência do Ministério da Cultura

A Rede Brasileira de Festivais de Teatro - RBFT*, com mais de 60 festivais-Integrantes, das cinco regiões do país, DECLARA o absoluto repúdio a iniciativa do governo eleito de extinção do Ministério da Cultura – MINC.

O Ministério tem papel central de incentivo à cultura e de estruturação da territorialização do Brasil. A ação do novo governo é inconsequente e coloca em risco a democracia e a defesa intransigente dos direitos humanos do nosso país.

A Constituição Federal de 1988 fixou os Direitos e Garantias Fundamentais do cidadão e, pela primeira vez, incluiu a expressão DIREITOS CULTURAIS em seu texto. Suprimir O MINC, é suprimir a garantia constitucional, que intensifica os problemas da nação.

Portanto o fechamento do MINC não permitirá a realização do contrato de desenvolvimento cultural que necessitamos na sociedade. É nesse contexto que defendemos a manutenção e o aperfeiçoamento das políticas culturais e reivindicamos que a sociedade brasileira e os novos candidatos eleitos, firmem compromisso permanente com a democracia, a liberdade de expressão, o respeito aos direitos básicos das pessoas e aos direitos políticos dos cidadãos, como os DIREITOS CULTURAIS.

A cultura não é um setor, mas uma dimensão das políticas públicas. A cultura é uma dimensão fundamental da sociedade. E o Ministério da Cultura representa uma importante fase da profissionalização, caracterizada pela forte relação entre os pesquisadores, os funcionários públicos, os agentes culturais, os artistas, os políticos e a sociedade em sua plenitude.

A literatura, seja nacional ou internacional, vem, desde os anos 90, evidenciando a centralidade da cultura no desenvolvimento socioeconômico. E no Brasil, os festivais de teatro, tratam de questões contemporâneas como a mobilidade transnacional e o acesso a mercados internacionais. Eles expressam uma ótica de valor econômico diversificado e heterogêneo (Não concentrado e hegemônico). Além de viabilizar e fortalecer o “Ecossistema cultural e criativo” dos territórios e profissionalizando o empreendedor cultural. Os Festivais são espaços para o CICLO DE CRIAÇÃO, PRODUÇÃO e DISTRIBUIÇÃO DE BENS e SERVIÇOS que utilizam CAPITAL INTELECTUAL e CRIATIVIDADE como insumos primários, alguns com mais de 50 anos. Esse segmento das artes cênicas, gera mais de 45 mil postos de trabalho e movimenta mais de 2 milhões de espectadores.

O Festival de Teatro da Amazônia Mato-grossense, promovido e realizado pelo Teatro Experimental de Alta Floresta é um festival-membro do RBFT. Criado em 2007 como Mostra Teatral e transformado em Festival em 2009, realizou até 2018 seis edições, o que permitiu a circulação de dezenas de espetáculos teatrais oriundos de todas as regiões brasileiras, oportunizando o acesso à produções de qualidade à milhares de pessoas da cidade de Alta Floresta e região.

Ao considerar o sonho que move o TEAF, o de “transformar a visão das pessoas para a sensibilidade artística por meio do teatro” e os objetivos propostos para o Festival de Teatro da Amazônia Mato-grossense: Oportunizar a circulação teatral pelo interior do país, a fruição de espetáculos, o intercâmbio entre Grupos e artistas e a reflexão do papel e fazer artístico no teatro; Mostrar espetáculos produzidos em diferentes localidades; Promover intercâmbio, compartilhamento de processos e de experiências de Grupos e Cias.; Promover reflexão sobre as formas de produção e gestão de grupos e/ou cias teatrais e seus processos artísticos; Promover a formação na área teatral a jovens e adolescentes por meio de oficinas; Propiciar o processo de fruição artística ao público de Alta Floresta; Contribuir com a consolidação de circuitos de festivais no Estado; Estimular e promover a economia criativa local; Contribuir com a divulgação da Amazônia Mato-grossense enquanto destino turístico; e Contribuir com as reflexões sobre política pública para festivais e produções teatrais no Estado do Mato Grosso, extinguir o Ministério da Cultura, é extinguir também com todas essas possibilidades.

*A Rede Brasileira de Festivais de Teatro – RBFT, é uma rede com mais de 60 festivais-Integrantes, das cinco regiões do país, que atendem os mais variados formatos estéticos, públicos e cidades. Tem entre seus quadros profissionais, curadores, coordenadores de festivais, artistas, técnicos, professores universitários de diferentes espectros políticos e ideológicos.

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

TEAF - Teatro Experimental de Alta Floresta - CNPJ: 01.331.834/0001-42
Todos os direitos reservados - As imagens são meramente ilustrativas.